Soneto de Fidelidade

"De tudo ao meu amor serei atento. Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto. Que mesmo em face do maior encanto. Dele se encante mais meu pensamento. Quero vivê-lo em cada vão momento. E em seu louvor hei de espalhar meu canto. E rir meu riso e derramar meu pranto. Ao seu pesar ou seu contentamento. E assim, quando mais tarde me procure. Quem sabe a morte, angústia de quem vive. Quem sabe a solidão, fim de quem ama. Eu possa me dizer do amor (que tive): Que não seja imortal, posto que é chama. Mas que seja infinito enquanto dure".
Vinícius de Moraes.

Daisypath Vacation tickers

Daisypath Anniversary tickers

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Pontos Turísticos - Mesquita Azul, do Sultão Ahmet I

Oie pessoal, 

Hoje vou falar um pouquinho sobre a Mesquita Azul, em turco Sultanahmet Camii, que é a maior e mais esplêndida mesquita de Istanbul. 




Sua construção iniciou-se no ano de 1609 no governo do Sultão Ahmed I, o qual almejava construir uma mesquita maior, mais bonita e imponente, como resposta, 1000 anos depois, ao Imperador Justiniano e sua Hagia Sophia. 

As duas ali, frente à frente, magníficas, separadas apenas por um enorme jardim, chamam a atenção dos turistas. 


A Mesquita do Sultão Ahmet é a última e impressionante estrutura da arquitectura religiosa otomana. No entanto, muitas outras mesquitas foram construídas depois desta, mas nenhuma chegou à dimensão e à elegância das decorações da Mesquita Azul. 



Construída em um estilo clássico otomano é considerada uma das mais bonitas mesquitas do mundo. 


Seja de noite ou de dia, por fora ou por dentro impressiona. A suntuosa mesquita  é um triunfo em harmonia, proporção e elegância, além de ser a única em Istanbul que possui seis minaretes.



A luz natural entra pelas 260 janelas de suas 36 cúpulas, iluminando os mais de 20 mil azulejos que decora suas colunas e arcos e formando uma verdadeira sintonia de belos mosaicos azuis de Iznik, demonstram a razão do nome, Mesquita Azul, dado a mesquita que externamente não é azul.

As 21043 peças de azulejaria utilizadas na decoração interior da mesquita foram trazidas das oficinas do palácio em Iznik; os tapetes de seda com centenas de metros foram trazidos de centros de tecelagem seleccionados (há pouco tempo, os preciosos tapetes de vários tamanhos e cores que cobriam o chão, foram substituídos por tapetes de fábrica) e os candeiros a óleo de cristal foram importados. Sabe-se que os administradores que lideravam o estado, após a conclusão da mesquita doavam presentes muito valiosos sobretudo os Corões escritos à mão. 




A Mesquita Azul, como a maioria das mesquitas construídas com um intuito de serviço público, possuía sua própria medresa (escola religiosa que ensinava o Corão), um hospital, um bazar, uma escola, um mausoléu, uma hospedaria e uma fonte pública, para além da própria mesquita. O hospital e a hospedaria foram danificados no século XIX.

Seguem algumas fotos tiradas no meu dia de turista nessa mesquita que eu não canso de dizer que é lindaaaaaaa demaissssss...


Esse passeio é incrível! Super recomendo!

Beijossssssss!!!

5 comentários:

Kátia Malgueiro Karaman disse...

Gente de DEUS como eh lindooo! Aaaah com certeza quero conhecer um dia! Pena q estou meio longinho de Istanbul! Mas... who knows!?

beıjos!

Micaela disse...

Com certeza vale a pena conhecer Kátia :) Pessoalmente é mais lindo do que nas fotos... qnd for pra Istanbul avisa tá?! quem sabe a gente pode se encontrar ;) bjosss!

Tazz ♥ Marsha disse...

É lindaa demais msmm, Micaela!! E lendo o seu post eu lembrei da primeira vez q fui lá, ahhh saudades, mas assim q eu voltar p Istambul eu tbm volto lá. Beijinhos!

Micaela disse...

Tazz ♥ Marsha :) também quero visita-la muitas e muitas vezes... não canso de dizer que ela é bonita demaisssss... Qnd estiver em Istanbul let me know :) bjossss!

Natália Alves Carvalho disse...

Essa mesquita é realmente maravilhosa amiga... qdo eu for te visitar quero conhecer!!!!